Mulheres encontram na Prefeitura apoio para aprender artesanato e ter carteira profissional

Mulheres encontram na Prefeitura apoio para aprender artesanato e ter carteira profissional

Para a Subsecretária de Políticas para a Mulher, Maritza da Silveira Cogo, a carteira de identificação é um importante documento profissional.

Por Redação 02/06/2018 - 09:43 hs
Foto: Reprodução
Mulheres encontram na Prefeitura apoio para aprender artesanato e ter carteira profissional
Prefeitura tem promovido diversos cursos para mulheres

A Prefeitura de Campo Grande realizou o workshop “Trama, Pintura e Arte”, com os trabalhos produzidos pelas mulheres artesãs que compõem o grupo de trabalho do Espaço do Fazer. Na  ocasião, foram entregues carteiras de artesã as 15 mulheres que se habilitaram no processo de avaliação. As carteiras foram emitidas pela Secretaria de Cultura e Cidadania do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Para a Subsecretária de Políticas para a Mulher, Maritza da Silveira Cogo, a carteira de identificação é um importante documento profissional. “Elas passaram por um processo de qualificação e estão aptas a trabalhar na produção de artesanato e garantir a sustentabilidade que gera renda. Nosso trabalho na Subsecretaria está focado diretamente aos direitos das mulheres, mas não deixamos de dar cursos profissionalizantes, palestras nos bairros, oficinas e sempre levando informações sobre o empoderamento. A Subsecretaria está à disposição para que as mulheres façam os cursos e recebam informações sobre seus direitos. Continuamos nosso trabalho com a orientação do prefeito Marquinhos”, comenta Maritza.

A gerente de Artesanato da Fundação de Cultura do Governo do Estado de MS, Katienka Klain, destaca que a carteira de artesã concede benefícios. “Entre as prioridades, a isenção de alguns impostos e a possibilidade de participar nas feiras de artesanatos. O documento é o reconhecimento da profissão e têm validade em todo o território nacional”, explicou.

A delegada e corredora Geral de Policia Civil de MS, Roseli Molina, participou da entrega das carteirinhas. “É sempre bom voltar a esta casa e acompanhar os trabalhos da subsecretaria Maritza. Ela tem dado continuidade aos cursos e palestras para as mulheres. Com este curso as mulheres estão certificadas para o mercado de trabalho. Esta é uma profissão de visibilidade e todas as alunas estão se firmando como profissionais”, opinou.

A Professora Zunilda Freitas destacou alguns trabalhos que foram produzidos pelas as alunas. “Nós ensinamos o bordado livre, crochê em barbante, tricô na lã e bordados em bolsas, entre outros. Esta foi a prova que todas estão aptas a trabalhar e participar das feiras de artesanado. Esta carteira dá o direito nas compras de materiais, e a identificação de artesã profissional”, pontuou.

Dona Bernadete Moreira de Andrade trabalha desde os nove anos com artesanato e somente agora, depois de fazer o curso na Semu, obteve a carteira de artesã. “Este é um sonho. Tudo isso representa um sonho que eu esperava há muito tempo. O Artesanato é uma diversão em minha vida. Com artesanato conheço pessoas e o curso curou a depressão em minha vida. Este curso representa uma grande conquista para nós que estamos recebendo a carteira profissional de artesã”, comentou.