Finanças? dicas para se organizar e não se endividar

Finanças? dicas para se organizar e não se endividar

E neste momento particularmente, a quantidade de contas do início do ano não são pequenas, a considerar IPTU, IPVA, a matrícula escolar e material escolar, citando somente algumas.

Por Redação 01/01/2018 - 16:39 hs
Foto: Reprodução
Finanças? dicas para se organizar e não se endividar
As finanças afetam a vida pessoal e empresarial de qualquer pessoa

As contas do início do ano são um fantasma para a maioria das pessoas.

No início do ano quando as contas para pagamento são consideradas, geralmente existe o temor de todos. Pois, após desfrutar das festividades do Natal e Ano Novo, período descansando e das confraternizações, em diversas vezes incluindo viagens, é necessário enfrentar as contas.

E neste momento particularmente, a quantidade de contas do início do ano não são pequenas, a considerar IPTU, IPVA, a matrícula escolar e material escolar, citando somente algumas.

Desta maneira, é importante dedicar um tempo pelo fim do ano para se atentar às finanças. A dica para as pessoas que não têm dívidas é fazer planejamento dos investimentos e dos gastos para iniciar o ano sem o aperto financeiro.

Planejamento para Contas do Início do Ano

Os impostos, como exemplo IPVA e IPTU, e a matrícula escolar das crianças se caracterizam algumas das despesas típicas a citar de contas do início do ano.

Essas contas devem ser levadas em consideração antecipadamente para planejar o financeiro do ano novo. Para que seja evitada dor de cabeça pelo mês de janeiro, o passo inicial é elaborar um mapeamento em detalhes apresentando as despesas totais que geralmente são pagas pelo início de todos os anos.

As faturas do cartão de crédito e extratos do banco, referentes ao ano anterior, podem auxiliar neste processo.

Tudo inicia observando pelo retrovisor. Através deste mapeamento feito, há maior facilidade de notar o peso de tais compromissos sobre o orçamento dos meses iniciais do ano que começa.

Parcelar ou Pagar a vista?

O desconto referente ao pagamento à vista dos impostos normalmente é interessante.

E as pessoas que possuem carro ainda necessitam se preparar para a renovação do seguro.

E pelo final do ano, os pais com filhos na escola podem fazer negociação de quitação antecipada, da quantia das mensalidades e matrícula, o que também normalmente garante descontos favoráveis.

Porém é essencial lembrar-se de mais despesas, sendo como exemplo o uniforme, o material escolar. A depender do colégio, tais itens acrescentam no aumento da mensalidade.

A pesquisa de preços nas várias lojas é sempre uma estratégia adequada para comprar o material.

E pelo orçamento dos meses iniciais do ano, é dever incluir também a contribuição anual aos órgãos da classe, sindicatos ou associações.

Na situação dos profissionais que tenham vínculo com entidades, sendo exemplo OAB, Ordem dos Advogados do Brasil.

Aqueles que usaram cartão de crédito para presentear nas festividades ainda necessitam considerar a quantia referente à fatura na lista dos gastos do mês de janeiro.

E para não arriscar extrapolar o volume das despesas de planejamento ao começo do ano, a alternativa se resume a comprar usando dinheiro ou cartão de débito no Natal.

Para quem está livre de dívidas, é possível utilizar a fatia do décimo terceiro salário e mais recursos extras, para que sejam custeados os gastos do início de ano.

Se o indivíduo notar que a renda não vai ser suficiente, uma solução é a tentativa de enxugar determinadas despesas.