Com apenas dois dias no cargo dado por Bolsonaro, militar pratica a velha política e critica Dilma | Diario CG
  • segunda, 25 de março de 2019
  • |
  • 11:06
Ministro foi infeliz no primeiro comentário a público Agência Brasil

Com apenas dois dias no cargo dado por Bolsonaro, militar pratica a velha política e critica Dilma

02/01/2019

Em menos de dois dias no cargo, militar já pratica a velha "choradeira" de todo político novo no cargo: criticar as ações do antecessor.


É o que fez ao assumir o cargo de ministro-chefe do Gabinete Institucional (GSI), o general Augusto Heleno. Ele disse que a ex-presidente Dilma Rousseff, cassada após um processo de impeachment, em 2016, destruiu o sistema de inteligência no país. O novo titular do GSI afirmou, ainda, que o governo de Jair Bolsonaro terá um “trabalho penoso” pela frente.


“Esse sistema foi recuperado pelo general Etchegoyen e foi derretido pela senhora Rousseff, que não acreditava em inteligência”, declarou Heleno, na solenidade de transmissão de cargo, ao elogiar o general Sérgio Etchegoyen, responsável pelo GSI no governo de Michel Temer.


No Salão Nobre do Palácio do Planalto, houve burburinho na plateia. Muitos riram. Em seu rápido discurso, Heleno também disse estar integrado a uma “equipe excepcional” e unida. “Temos um trabalho que será penoso, mas que, tenho certeza, nos conduzirá a novo destino”, comentou o novo ministro do GSI.


Para especialistas, o ministro não pode deixar se contaminar pela velha prática de criticar os políticos que estiveram no cargo que ocupa agora, pois isso é uma velha prática do passado que foi prometida ser superada pela equipe do novo presidente Biolsonaro.




COMPARTILHE PARA SEUS AMIGOS:

Ministério da Saúde - Vacina

VÍDEO EM DESTAQUE

PUBLICIDADE

TEMPO

COTAÇÕES

IMAGENS DA SEMANA

MAIS LIDAS DA SEMANA

    Sem matéria cadastradas como mais lidas!