Livro conta a história da Cassems; veja detalhes

O livro “Cassems 15 Anos – Autogestão em Saúde: Um Sonho Possível” foi lançado na sala de exposição Loyde Bonfim de Andrade

Por Redação 05/09/2017 - 09:42 hs
Foto: Reprodução
Livro conta a história da Cassems; veja detalhes
Presidente da Cassems, Ricardo Ayache, assinou os livros

O livro “Cassems 15 Anos – Autogestão em Saúde: Um Sonho Possível” foi lançado na sala de exposição Loyde Bonfim de Andrade, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo. Escrito pelo professor Eronildo Barbosa da Silva, a obra narra os 15 anos de história da Caixa dos Servidores. Criada em 2000, após a reforma administrativa do Estado que extinguiu o Previsul, órgão que oferecia assistência à saúde aos servidores públicos estaduais, a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul é, hoje, o maior plano de saúde de autogestão do Estado e um dos maiores do Brasil.

Desde a sua criação, a Cassems cresceu, inovou, profissionalizou-se e mudou a vida dos sul-mato-grossenses tanto na saúde, quanto na economia. Ela não cresceu apenas em estrutura, mas também na quantidade e na qualidade de atendimentos. Os 77 mil servidores públicos que acreditaram na Caixa dos Servidores ali no começo, hoje totalizam mais de 200 mil vidas, entre titulares e dependentes.

 Para o diretor de Unidades Hospitalares da Cassems, investir na verticalização da saúde e na sua Rede Própria, ajudou a Caixa dos Servidores a ser referência em assistência à saúde.

“A criação da Rede Própria foi um passo extremamente importante para que a Cassems pudesse mostrar a grandiosidade e a importância que ela tem não só para os seus beneficiários, mas também para a população em geral. A verticalização do atendimento foi fundamental para melhorar a qualidade do nosso atendimento e melhorar a qualidade de vida dos nossos beneficiários. Nós vamos continuar ampliando a nossa rede hospitalar e, em breve, inauguraremos um hospital em Corumbá, que já está em construção, também vamos ampliar o hospital de Dourados. Tudo para melhorar o atendimento aos nossos beneficiários, porque o nosso maior objetivo é prestar um atendimento humanizado”, aponta Sival.

A ex-presidente do Conselho Fiscal da Cassems, Maria das Graças Freitas, conta que a gestão compartilhada e participativa foi um dos trunfos para que o plano de saúde chegasse aonde chegou.

“A Cassems foi uma inovação, uma coisa muito diferente que nós fizemos ao longo desses anos. Eu fiquei 15 anos na presidência do Conselho Fiscal, onde pudemos aprender muito realizar, edificar um plano de saúde para os servidores. A Cassems deu certo porque é uma gestão compartilhada, onde todos os servidores podem opinar e participar, principalmente nas assembleias, que é quando nós prestamos conta das atividades que realizamos. O servidor tem um papel fundamental na construção e no fortalecimento da Cassems, pois foi ele quem nos deu a possibilidade de ter a nossa Rede Própria e os nossos hospitais”, avalia.

O atual presidente do Conselho Fiscal da Caixa dos Servidores, Lucilo Nobre, destaca a responsabilidade com que a Cassems cuida da vida de mais de 200 mil beneficiários.

“É com muito orgulho que a gente foi convidado para somar com a equipe Cassems. Quanto melhor for a Caixa dos Servidores, maior é nossa responsabilidade, mas a gente compartilha a cada dia o nosso trabalho, as nossas responsabilidades e as nossas ideias, e é devido a essa forma de trabalhar que a Cassems cresce tanto. A confiança da categoria, dos servidores públicos e das mais de 200 mil vidas, nos dá muita força para continuar crescendo. São 15 anos de história, mas a grandiosidade da Cassems parece que temos mais tempo de existência, e vamos continuar trabalhando para que a Caixa dos Servidores continue crescendo”, conta.

Para o escritor do livro, Eronildo Barbosa da Silva, resgatar a história da Cassems é contar a história de um plano de saúde moderno e que aponta para o futuro.

“Escrever esse livro foi um presente que os associados da Cassems me deram, que é resgatar parte da história de uma empresa tão progressista. Essa foi uma das tarefas que me deu imensa gratificação, porque resgatar a história da Caixa dos Servidores é resgatar a história de um plano de saúde moderno e antenado com o futuro por trabalhar com solidariedade, com conceito de harmonia, de felicidade. A Cassems é um instrumento que aponta para o futuro ao trabalhar de forma cooperada e forma harmônica. No decorrer desse trabalho, pude conviver com pessoas que acreditam no trabalho que fazem”, afirma.

O vice-presidente da Cassems, Ademir Cerri, destaca que a Caixa dos Servidores começou desacreditada e, hoje, é um dos maiores planos de autogestão do país.

“Eu vejo a história da Cassems como a vitória do improvável. Quando a gente começou a Caixa dos Servidores, a gente fez mais por necessidade nossa e, hoje, nós temos a melhor assistência à saúde do Estado que atende a todos os servidores públicos do Estado e seus familiares. Hoje, a gente está lançando um livro que conta a trajetória vitoriosa da Cassems. Eu sou servidor público há 40 anos e acompanhei a falência do Previsul e o nascimento da Caixa dos Servidores”, lembra.

Para o presidente da Cassems, Ricardo Ayache, construir e oferecer, ao lado dos servidores públicos, uma assistência à saúde digna aos beneficiários é motivo de muita satisfação que se materializa ao lançar o livro que conta a história da Caixa dos Servidores.

 

“É impossível expressar em palavras a emoção que estou sentindo hoje. A gente expressa uma grande alegria, uma honra enorme de estar junto com todos os servidores públicos construindo uma saúde digna para todos os beneficiários Cassems. O grande segredo da Caixa dos Servidores para chegar aonde chegou é a participação, a gestão séria, profissionalizada, com transparência e muito trabalho para atingir os objetivos desejados. Daqui para frente nós vamos continuar trabalhando na construção de uma família cada vez melhor”, pontua.